Aplicativo de bicicletas compartilhadas faz sucesso em São Paulo.

Imagine poder fugir do trânsito, não precisar frequentar o transporte público, e ainda fazer exercícios diários, mantendo a saúde em dia. Esse é o objetivo de Ariel Lambrecht e Renato Freitas, os mesmos criadores do famoso aplicativo de corridas, a 99, que apostam em São Paulo uma nova idéia: um aplicativo para compartilhar bicicletas, a Yellow!

O serviço já faz grande sucesso na China, crescendo cada vez mais nos Estados Unidos, e funciona de maneira muito simples: por meio de qualquer smartphone, a pessoa encontra as bicicletas que estão na região. Depois, para destravar a bike, é necessário fotografar um QR Code e pronto, já pode se aventurar.

A startup, comandada pelo argentino Ariel Lambrecht e o brasileiro Renato Freitas, pensou até mesmo num sistema antifurto, que consiste na própria bicicleta: ela não possui marcha, e seus pneus não servem em outros modelos de bicicleta, além de ter um GPS embutido,permitindo monitoramento em tempo real.

Apesar de bem elaborado, notícias recentes mostram que o sistema não deu muito certo, e as bicicletas sofreram furtos e foram depredadas. Logo, no dia 01 de Outubro o aplicativo passou a cobrar taxas de quem deixasse a bike fora de determinado perímetro, que consiste principalmente nas áreas nobres da zona oeste, como Butantã e Pinheiros

O valor do aluguel é acessível, a cada 15 minutos de pedaladas basta apenas R$1,00 (um), sendo necessário antes do pagamento inserir créditos no aplicativo, que vão de R$5,00 (cinco) à R$40,00 (quarenta). Por enquanto, o sistema aceita apenas cartões de crédito.

Para encerrar a corrida é só deixar a bicicleta em locais onde seja permitido estacionar qualquer veículo, bolsões de bikes e paraciclos públicos, e travá-la. O aplicativo fará um resumo de sua viagem. Não se esqueça de travar a bike! Se não, o sistema continuará a debitar da conta a corrida.

No site do Estadão você pode encontrar mais sobre a história dos criadores do aplicativo e como eles pretendem fazê-lo crescer por todo o Brasil!

 

Conheça mais sobre a trajetória do executivo Carlos Alberto de Oliveira Andrade

Único acionista do grupo Grupo CAOA, Carlos Alberto de Oliveira Andrade não se cansa de conversar sobre o reconhecimento e os prêmios recebidos pela empresa de consultoria recentemente, incluindo a primeira colocação na pesquisa de satisfação que é realizada todos os anos pela JD Power.

Com sede nos Estados Unidos, a CAOA é uma das grandes referências mundiais na avaliação de serviços do segmento automotivo com o foco total na experiência dos consumidores. Apesar da sede no exterior, a empresa é 100% nacional, e opera a frente de diversas multinacionais, muitas delas com atuação no Brasil, inclusive.

Mesmo orgulhoso do sucesso alcançado pelo grupo, Carlos Alberto de Oliveira Andrade ainda não se sente satisfeito e continua em busca de novas conquistas. Uma das metas almejadas pela empresa é a primeira colocação na pesquisa de satisfação pelos serviços de pós-venda, a qual também é feita anualmente pela JD Power. Esse seria um triunfo muito celebrado, tendo em vista o alto investimento que o grupo tem dedicado aos seus serviços de pós-venda.

Desde o momento em que assumiu a liderança de sua primeira concessionária, ainda nos anos 70, o objetivo do empresário sempre foi deixar os clientes satisfeitos. A trajetória de Carlos Alberto de Oliveira Andrade no ramo da venda de veículos iniciou praticamente por acaso, enquanto ele ainda trabalhava como cirurgião na cidade de Campina Grande. Após adquirir um Ford Landau, o automóvel não foi entregue pois a concessionária faliu.

Ao analisar a situação, o empresário enxergou potencial nessa concessionária, pois a mesma tinha um bom nome no mercado e bons veículos, faltando somente uma boa administração. Em questão de meses, a concessionária, que vendia uma média de oito carros por mês, passou a vender trinta automóveis nesse mesmo período. Depois de mais algum tempo, o número de veículos vendidos mensalmente superou a marca de 100.

A história de sucesso do então médico no ramo da venda de automóveis se espalhou por todo o Nordeste, o que levou a Ford a procurar Carlos Alberto de Oliveira Andrade e lhe oferecer a administração da maior concessionária da marca em Recife, oferta que se expandiu para outros estados depois de alguns anos. Assim, a CAOA se estabeleceu como a principal revendedora da Ford no Brasil.

Nos dias de hoje, a CAOA ainda importa de forma exclusiva as marcas Hyundai e Subaru. Com um total de 12 lojas de veículos seminovos e a sua rede independente, já são mais de 150 concessionárias vendendo os automóveis que são produzidos pela CAOA Montadora na fábrica do grupo em Anápolis. Além disso, a empresa também tem outros negócios, como a sua rede de mais de 100 oficinas e a CAOA Consórcios e a CAOA Pós-Venda.

Em relação a fábrica, Carlos Alberto de Oliveira Andrade assegura que os modelos que saem de Anápolis possuem a mesma qualidade dos automóveis produzidos pela Hyundai na Coreia, algo que pode ser atestado pelo alto padrão de qualidade adotado pelos engenheiros da produção da CAOA.

Movido por um sonho, homem constrói posto de gasolina com as próprias mãos

Localizado no estado da Paraíba, o município de Curral Velho ainda não possui um posto de combustíveis. Isso, entretanto, se modificou no início do mês de novembro de 2018, quando houve a inauguração do primeiro estabelecimento dessa natureza na cidade. Se o fato de uma localidade não ter disponível um negócio desse tipo já chama a atenção, a história por trás da trajetória do idealizador desse acontecimento consegue surpreender ainda mais.

Economizando dinheiro que recebia de três trabalhos diferentes, o agora empreendedor Damião Vicente da Silva conseguiu construir o posto de combustíveis. Além das etapas de planejamento, muito comuns no mundo dos negócios, ele também construiu com as próprias mãos as dependências do local. Vale ressaltar que além de conselheiro tutelar, ele também atua como pedreiro e catador de materiais recicláveis.

De acordo com uma matéria veiculada pelo site Pequenas Empresas Grandes Negócios, Damião encontrou motivação para tal feito ao perceber as grandes dificuldades que seus conterrâneos atravessavam pelo fato da cidade não possuir um posto de gasolina. Antes da inauguração do estabelecimento, a saída encontrada por ele e pelos demais moradores consistia em comprar combustíveis em cidades vizinhas. O transporte dessas substâncias ficava por conta do uso de garrafas pet.

Damião não esteve sozinho na consolidação desse empreendimento. Ele explicou que sua esposa e seus filhos o auxiliaram diretamente na construção do espaço. Apesar de ter comprado o terreno no ano de 2009, o negócio começou a tomar forma somente sete anos depois. Cerca de dois anos foram necessários para que o empreendedor visse seus planos se tornarem realidade.

Além dos serviços de pedreiro, ele também precisou empregar conhecimentos de eletricista e serralheiro, já que havia necessidade do emprego desse tipo de tarefa. Mesmo com tantos desafios de ordem prática, eram as críticas que mais o abalavam. O empreendedor contou que algumas pessoas não confiavam em sua capacidade de construir um negócio desse porte e o criticavam duramente.

Tais afirmações, no entanto, não conseguiram dissuadi-lo da ideia de construir o posto. Desse modo, ele economizou incessantemente e ainda vendeu uma moto e um carro para custear a obra do almejado posto.

Sob medida: conheça a empresa que utiliza as emoções para criação de embalagens

Determinadas embalagens de produtos costumam atrair mais atenção dos clientes do que as demais. Isso, conforme explicam especialistas, pode estar relacionado, dentre outros fatores, com as emoções vivenciadas por cada. Mario Narita, um designer, concorda com a informação. Fundador da Narita Design e Strategy, ele desenvolve um trabalho de criação de embalagens ideais para cada produto.

Narita defende a importância da realização de pesquisas com os próprios consumidores, uma vez que estes são considerados sempre os melhores avaliadores dos produtos e de suas embalagens. O design esclarece que a clientela costuma responder com sinceridade quando questionada sobre o que é elaborado e com a embalagem ocorre da mesma forma.

Outros tipos de pessoas, as que não são de fato utilizadora dos produtos de uma determinada marca, podem não apresentar opiniões precisas ou sinceras acerca de como avaliam as marcas, principalmente em relação aos lançamentos mais convencionais, pontua o empresário.

Ele explica que alguns fatores contribuem para que as pessoas faltem com a verdade no momento de algumas avaliações de produtos. Dentre as causas mais comuns, está o fato do cliente se sentir pressionado, bem como existe a necessidade de se emitir respostas em períodos de tempo relativamente curtos.

Com o intuito de obter dados mais verdadeiros nessas avaliações, Narita desenvolveu um método, cujo nome dado foi Processo Límbico. Dessa forma, o empresário emprega mecanismos que estimulam as emoções dos consumidores, o que geraria respostas mais emotivas e sinceras quanto aos itens que estariam sendo avaliados em algum momento.

A técnica empregada com ele consiste em apresentar aos clientes um conjunto de imagens e outros estímulos que possam fazer com que estes tenham seu sistema límbico estimulado. Outra maneira de pesquisar a predileção dos consumidores é empregada por ele através da escrita, já que os indivíduos costumam, conforme acredita Narita, ficar mais à vontade com isso.

Diversas companhias passaram a adotar as técnicas elaboradas por Narita. Dentre elas pode-se citar a Pepsico e a Ambev. Apesar de o método ser considerado eficiente, o empresário destaca que muitas empresas passaram a rever suas formas de lidar com essa questão, já que nas compras pela internet a embalagem não é considerada tão relevante para os negócios.

Saiba mais:

https://revistapegn.globo.com/Negocios/noticia/2018/11/este-empresario-ajuda-grandes-marcas-criar-embalagem-ideal-para-seus-produtos.html

ENEM – Como ter sucesso nessa prova tão acirrada? Aprenda como passar no ENEM!

No início do mês de novembro, foi aplicada a primeira prova do Exame Nacional do ensino Médio (ENEM). O ENEM pode ser a porta de entrada para milhões de estudantes que pretendem cursar uma universidade, seja ela pública ou privada, nesse sentido, o aluno que pretende disputar uma vaga no ensino público precisa se inscrever no SISU, enquanto que aquele aluno que sonha em ingressar no ensino privado deve se inscrever no PROUNI, porém, nada impede que o estudante inscreva-se no SISU e no PROUNI, entretanto, caso seja aprovado em ambos processos seletivos deverá optar por apenas um deles.

A disputa para o ENEM é acirrada, o candidato que pretende ter sucesso nessa prova precisa estudar muito, porém, só isso não basta, é preciso estudar de forma organizada e inteligente. Um estudo organizado e inteligente deve ser conduzido por meio de materiais de qualidade, milhares de questões resolvidas e revisões periódicas.

Se você procurar na internet por materiais de estudos para o ENEM, aparecerão milhares de resultados, porém, nesse momento é preciso separar o joio do trigo, e escolher o melhor conjunto de materiais entre todos eles.

Se você quer ter sucesso em uma prova, precisará resolver muitas questões, existem diversos sites na internet com essa proposta, dessa forma, resolva o máximo de questões para o ENEM que puder, e avalie constantemente os seus resultados.

Muitos alunos são negligentes em relação às revisões, pois acreditam que elas são uma perda de tempo, e isso pode ser considerado um erro gravíssimo. Entenda, se você não rever as suas anotações, esquecerá boa parte do conteúdo assimilado. Tenha um calendário de revisões flexível, ou utilize um software como o Anki, que o lembrará quando é preciso rever determinado conteúdo, por meio desse software você poderá inserir perguntas simples, imagens e até mesmo áudios.

Além de escolher excelentes materiais, resolver milhares de questões e revisar, você precisará treinar para escrever a temida redação. Lembre-se, a redação tem um peso enorme, recomendo que você pense com todo o carinho em escrever pelo menos uma redação por semana, procure por materiais que simulam diversos temas de redações, e pratique semanalmente. Além disso, fique atento às notícias sobre essa prova e compareça aos locais de aplicação com antecedência.

 

Conab divulga queda no preço da cebola juntamente com alta nas exportações

A Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) revelou que o preço da cebola caiu nos mercados atacadistas. Mesmo com a exportação em alta, o preço ainda se manteve baixo dentro do país. De acordo com o órgão, as exportações de cebolas chegaram a 12,8 mil toneladas entre o período de janeiro a agosto deste ano. Esse número já representa uma alta de 383% em comparação com o ano de 2017.

A companhia destacou que as exportações de cebola deste ano são maiores do que os registros dos últimos três anos. Dentre as exportações realizadas nesse período, os principais destinos foram a Argentina e o Paraguai. Nas notícias divulgadas pela Conab, a companhia destacou que mesmo com esse número elevado de exportações, o preço da cebola no país caiu nos mercados atacadistas que atendem o país.

No Ceasa (Central de Abastecimento) de Goiânia, por exemplo, o preço da cebola teve uma queda de 29% entre os meses de julho a agosto deste ano. Já em São Paulo, a queda dos preços foi representada por 21%, na comparação entre os meses de julho a agosto.

Segundo a Conab, esse registro de queda no preço da cebola em todo o país foi mantido graças às grandes colheitas realizadas nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Goiânia, Pernambuco e Bahia. Com uma oferta maior da cebola, a tendência é de uma economia maior no bolso do consumidor na hora de comprar o produto. Aliás, isso foi visto na prática nos últimos meses.

A companhia ainda destacou que a cebola está entre os produtos que mais ajudaram o país a ter o primeiro registro de deflação de 2018, que ocorreu também em agosto. Desde o mês de junho de 2017 esse registro não era alcançado pelo país. Agora, com uma melhora da economia e com produtos com preço mais baixo, a tendência é que o país deixe a crise econômica completamente para trás.

Ainda sobre agosto, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) destacou que o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) obteve o registro de -0,09% na comparação com o mês anterior.

Empresário referência no Turismo, Guilherme Paulus, é considerado empreendedor do ano

Completar quase sete décadas de vida e ainda ter bastante potencial para o empreendedorismo não é para qualquer um. Guilherme Paulus é o exemplo perfeito de uma das trajetórias mais brilhantes do país, no que diz respeito ao setor de serviços. Atualmente, seu principal foco é a hotelaria, com um investimento de R$ 600 milhões de reais voltados ao grupo GJP Hotels e Resorts, que possui 20 hotéis espalhados pelo Brasil. O início dessa brilhante carreira se deu quando Paulus transformou a CVC numa das maiores operadoras de turismo do Brasil, onde estima-se um valor de mercado na casa dos R$ 6,35 bilhões de reais.

Em carta aberta divulgada nos 35 anos da Fundação 25 de Janeiro, popularmente conhecida como VISITE SÃO PAULO, Guilherme Paulus destacou a importância dos ramos de turismo, eventos e viagens, bem como a relevante participação dos mais de 700 associados nesta conquista, capazes de movimentar múltiplos segmentos do setor turístico e favorecer cada vez mais o aumento do número de visitantes e a melhoria contínua da prestação de serviços. Dessa forma, o empresário observou a incrementação da economia e a geração de negócios, por meio de ações de marketing e conteúdo, além de feiras do trade realizadas tanto Brasil quanto no resto do mundo.

E graças a estes resultados positivos, o desejo de Guilherme Paulus em investir está bem longe de chegar ao fim. Presidente da empresa GJP Hotels e Resorts, detentora de grandes obras luxuosas, o empresário inaugurará mais um hotel na cidade de São Paulo, no local em que funcionava a agência de publicidade DPZ, Cidade Jardins. A previsão de entrega do hotel é entre 2020 e 2021, e disponibilizará 65 apartamentos, rooftop, área para eventos e restaurante. Para Paulus, trabalhar com hotelaria é sinônimo de servir bem os clientes, portanto, o grupo GJP possui quatro tipos de bandeira, sendo a menor a Linx (três estrelas) e a maior a Wish (cinco estrelas), sem contar a linha premium, situada na bela cidade de Gramado, RS, conhecida como Saint Andrew.

Diante disso, a rede de hotéis da GJP já hospedou mais de 92 mil clientes, destacando-se sempre pelo seu atendimento diferenciado quanto ao demais concorrentes. A empresa conta com aproximadamente 2 mil empregados, que recebem todo o treinamento adequado para melhor atender os hóspedes. Consequentemente, Guilherme Paulus conquistou diversos prêmios, como o de melhor hotel de golfe do Brasil, o Wish Foz do Iguaçu, pela World Golf Awards 2017. Ao todo foram investidos mais de R$ 80 milhões de reais em hotéis. Isso é motivo de orgulho para o empresário, que prevê a inauguração de mais dois hotéis Linx, um em Juiz de Fora, MG, e o outro na cidade de Canoas, RS, para os próximos anos.

Vale ressaltar que, para alavancar ainda mais a CVC no turismo e negócio, Guilherme Paulus adquiriu a B2W Viagens, da Submarino Viagens, passando assim a triplicar suas operações online. Outras grandes transações feitas pelo empresário foram a transferência da companhia aérea Webjet para a Gol, por R$ 70 milhões de reais, e a compra da Rextur Advance, da Trend, da Visual Turismo e do Experimento Intercâmbio Cultura, em um total de quase R$ 1 bilhão de reais. Todas juntas são capazes de movimentar cerca de R$ 10 bilhões de reais por ano e transportar mais de 9 milhões de pessoas.

Guilherme Paulus: conheça os planos para 2020 e 2021 de um dos maiores nomes do turismo

O premiado empreendedor Guilherme Paulus é um homem cheio de ambição e zelo para ter sucesso em qualquer coisa que faça. Ele conseguiu estabelecer um império de negócios baseado na indústria hoteleira.

Guilherme Paulus tornou isso possível através de sua empresa GJP Hotels & Resorts. Esta é uma empresa de cadeia de hotéis com sede em São Paulo.

A empresa começou pequena e conseguiu crescer imensamente ao longo dos anos para se tornar a maior rede hoteleira do Brasil. Além disso, Paulus ainda dirige a CVC, considerada no mercado do turismo como a maior agência de viagens de toda a América Latina.

E Guilherme Paulus segue investindo na hotelaria. Entre 2020 e 2021, o empresário tem a intenção de lançar no Brasil mais um hotel de luxo, que deve ficar localizado na capital paulista, onde ficava a antiga agência de publicidade DPZ, na avenida Cidade Jardim.

De acordo com o projeto de construção, o hotel deve ser equipado com restaurante, espaço para eventos, rooftop e 65 apartamentos. Guilherme Paulus ainda não informou qual será a bandeira da propriedade, mas a ideia é que seja criada uma marca nova na GJP Hotels & Resorts, que pode também contemplar o Rio de Janeiro, além de São Paulo.

Histórico do executivo

Guilherme Paulus nasceu em 1949. Depois de completar os estudos secundários, ingressou na faculdade e estudou Administração de Empresas. Foi depois disso que ele decidiu se aventurar no turismo.

Depois de anos na indústria, Paulus tornou-se membro do Conselho Nacional de Turismo. Em 2005, ele fundiu suas habilidades de negócios à experiência adquirida enquanto trabalhava na indústria do turismo ao fundar a GJP Hotels & Resorts, uma potência na indústria hoteleira do Brasil.

Devido às suas impecáveis habilidades empreendedoras, Guilherme foi reconhecido como “Revolucionário das Relações de Consumo” pela revista Consumidor Moderno; como “Executivo de Valor” pelo jornal Valor Econômico; e como “Personalidade do Ano” pela revista especializada Viagem e Turismo.

Responsabilidade Social

Um aspecto muito forte no empreendedorismo de Paulus é a responsabilidade social. Para ilustrar o tema, usaremos como assunto o engajamento da CVC.

Para início de conversa, a empresa apoia o projeto PIET, que ocorre em Foz do Iguaçu, cidade do estado do Paraná. Esse projeto objetiva dar formação a adolescentes pobres para que possam atuar no turismo.

Mais um exemplo de responsabilidade social da CVC é que a empresa também patrocina o “Alfasol – Alfabetização Solidária”, um projeto de iniciação profissional de âmbito nacional que proporciona a adolescentes participar de programas educacionais na área do turismo.

A agência de viagens ainda adere a outras práticas de responsabilidade social em todas as comunidades em que se faz presente. Um exemplo é a Instituição Dr. Klaide, que há mais de 10 anos é apoiada pela CVC.

A instituição Dr. Klaide fica localizada na cidade paulista de Santo André (mesmo município onde está sediada a matriz da CVC), e há anos é responsável por beneficiar a população de baixa renda com cursos profissionalizantes para os jovens, atendimento psicológico e médico, reforço escolar e atividades de lazer.

Guilherme Paulus: conheça os planos para 2020 e 2021 de um dos maiores nomes do turismo

O premiado empreendedor Guilherme Paulus é um homem cheio de ambição e zelo para ter sucesso em qualquer coisa que faça. Ele conseguiu estabelecer um império de negócios baseado na indústria hoteleira.

Guilherme Paulus tornou isso possível através de sua empresa GJP Hotels & Resorts. Esta é uma empresa de cadeia de hotéis com sede em São Paulo.

A empresa começou pequena e conseguiu crescer imensamente ao longo dos anos para se tornar a maior rede hoteleira do Brasil. Além disso, Paulus ainda dirige a CVC, considerada no mercado do turismo como a maior agência de viagens de toda a América Latina.

E Guilherme Paulus segue investindo na hotelaria. Entre 2020 e 2021, o empresário tem a intenção de lançar no Brasil mais um hotel de luxo, que deve ficar localizado na capital paulista, onde ficava a antiga agência de publicidade DPZ, na avenida Cidade Jardim.

De acordo com o projeto de construção, o hotel deve ser equipado com restaurante, espaço para eventos, rooftop e 65 apartamentos. Guilherme Paulus ainda não informou qual será a bandeira da propriedade, mas a ideia é que seja criada uma marca nova na GJP Hotels & Resorts, que pode também contemplar o Rio de Janeiro, além de São Paulo.

Histórico do executivo

Guilherme Paulus nasceu em 1949. Depois de completar os estudos secundários, ingressou na faculdade e estudou Administração de Empresas. Foi depois disso que ele decidiu se aventurar no turismo.

Depois de anos na indústria, Paulus tornou-se membro do Conselho Nacional de Turismo. Em 2005, ele fundiu suas habilidades de negócios à experiência adquirida enquanto trabalhava na indústria do turismo ao fundar a GJP Hotels & Resorts, uma potência na indústria hoteleira do Brasil

Devido às suas impecáveis habilidades empreendedoras, Guilherme foi reconhecido como “Revolucionário das Relações de Consumo” pela revista Consumidor Moderno; como “Executivo de Valor” pelo jornal Valor Econômico; e como “Personalidade do Ano” pela revista especializada Viagem e Turismo.

Responsabilidade Social

Um aspecto muito forte no empreendedorismo de Paulus é a responsabilidade social. Para ilustrar o tema, usaremos como assunto o engajamento da CVC.

Para início de conversa, a empresa apoia o projeto PIET, que ocorre em Foz do Iguaçu, cidade do estado do Paraná. Esse projeto objetiva dar formação a adolescentes pobres para que possam atuar no turismo.

Mais um exemplo de responsabilidade social da CVC é que a empresa também patrocina o “Alfasol – Alfabetização Solidária”, um projeto de iniciação profissional de âmbito nacional que proporciona a adolescentes participar de programas educacionais na área do turismo.

A agência de viagens ainda adere a outras práticas de responsabilidade social em todas as comunidades em que se faz presente. Um exemplo é a Instituição Dr. Klaide, que há mais de 10 anos é apoiada pela CVC.

A instituição Dr. Klaide fica localizada na cidade paulista de Santo André (mesmo município onde está sediada a matriz da CVC), e há anos é responsável por beneficiar a população de baixa renda com cursos profissionalizantes para os jovens, atendimento psicológico e médico, reforço escolar e atividades de lazer.

Pesquisa comprova a relevância do turismo gastrônomico mundo afora

São vários os fatores que podem contribuir diretamente na escolha de um destino para viajar, como as paisagens naturais, a cultura local, as notícias divulgadas sobre um determinado lugar ou ainda estilo de vida de uma cidade. Porém, para uma grande parcela dos brasileiros, a gastronomia tem se destacado como o fator mais importante.

De acordo com uma pesquisa feita pelo Booking, uma das maiores agência online de viagens do mundo, sete a cada dez brasileiros estão decidindo para qual destino de férias viajar em função da comidas e bebidas do local. Para chegar a essa e outras conclusões, a pesquisa fez uma análise com cerca de cinquenta mil turistas de diversos países.

Além disso, esse levantamento demonstrou que os viajantes de outros países também apresentam um comportamento semelhante. No México, por exemplo, 84% das pessoas afirmaram que priorizam as opções gastronômicas ao escolher para onde viajar, enquanto na Colômbia, o índice foi de 82%.

Entre os países latinos, a Argentina foi o único local a apresentar índices inferiores a 50%. Segundo a pesquisa, 49% dos viajantes argentinos disseram que priorizam a gastronomia ao tomar essa decisão. Por outro lado, o país estudado que demonstrou a menor influência nesse sentido foi a Suécia, onde somente 30% dos viajantes afirmaram que se importam com esse quesito.

 Turismo gastronômico: uma tendência em ascensão

Quando questionados se desejam realizar uma viagem ainda esse ano com o foco 100% no turismo gastronômico, 40% dos viajantes do Brasil responderam que sim, o que coloca o país a frente da média global, a qual foi de cerca de 34%.

Esses dados demonstram que o turismo gastronômico está ganhando força mundo afora e se tornando uma das modalidades de turismo mais relevantes da atualidade, uma boa notícia para aqueles que trabalham de forma direta ou indireta na indústria alimentícia.

Por fim, a pesquisa também realizou uma breve análise sobre a disposição dos viajantes do Brasil em provar iguarias realmente típicas e tradicionais dos destinos de suas viagens. O resultado foi de que 45% desses turistas com foco no turismo gastronômico possuem interesse de degustar pratos específicos da região que visitam.