Dicas de como definir e explicar a economia para as crianças desde cedo

Como você define a economia para crianças de uma maneira que eles possam entender? Comece simples. Diga-lhes que a palavra economia vem das palavras gregas para “família” e “gerenciar”. Em suma, a economia simplesmente significa gerenciar sua casa. Através da economia, bens e serviços em um governo ou região são produzidos de forma a produzir riqueza.

O que é riqueza? O termo geralmente significa dinheiro, mas também pode significar qualquer coisa que seja um ativo ou seja negociado.

Não seja demasiado e específico

As crianças podem perguntar o que é a economia quando ouvem a palavra discutida nas notícias. Eles podem ouvir que a economia está em boa ou má forma e perguntar o que isso significa. Esta pode ser uma questão difícil de responder, uma vez que os adultos muitas vezes não sabem como interpretar as notícias econômicas do dia a dia.

Dizendo às crianças, a definição de economia provavelmente fará seus olhos espreitar, pois é um conceito abstrato. E discutir os detalhes da economia pode ser mais do que uma mente jovem pode lidar. É melhor discutir como os altos e baixos da economia podem afetar sua família e amigos. Você pode dizer às crianças qualquer uma das seguintes questões sobre notícias econômicas:

“Uma economia ruim significa que não devemos gastar muito dinheiro agora. Nós só devemos comprar as coisas que precisamos e cuidar do que já temos”.

“A notícia é boa. Mais pessoas têm empregos e podem fazer mais coisas com seus filhos. Eles também podem comprar o que precisam”.

“Muitas pessoas não têm empregos, então precisamos ser simpáticos com amigos e familiares que estão tendo um momento difícil agora”.

“Os preços dos produtos estão aumentando, então devemos pensar no momento certo para comprar coisas ou comprar menos coisas porque elas custam mais”.

“As pessoas naquele país não têm dinheiro ou empregos suficientes, e eles têm pouca comida. Nosso país está enviando dinheiro e comida para ajudá-los através desta crise”.

“Sim, essas pessoas parecem muito tristes. É por isso que nossa igreja faz cestas de comida para eles e levanta dinheiro para ajudá-los a encontrar um lugar seguro para dormir”.

 

Empréstimo Pessoal: 6 Dicas importantes que você precisa conhecer

É verdade que quando chega aquele momento da aflição por dinheiro você se rende para fazer algum empréstimo pessoal né?

Mas antes que possas te engasgar veja algumas dicas importantes para você se dar bem nesses empréstimos.

  1. Descubra se precisa mesmo de um empréstimo

É muito importante fazer-se uma pergunta muito simples: será que não tenho outro meio de passar deste problema? Ou porquê é que tem que ser agora – a ter esse valor – e não depois?

Pois essas perguntas ajudarão você a estar certo do que está prestes a fazer.

Agora se você analisou e pensou com calma e viu que é mesmo necessário fazer esse empréstimo então precisa ver sobre as consequências.

  1. Entenda as consequências desse empréstimo

É importante estar ciente dos possíveis problemas que pode criar – sem medo – estar pronto para caso alguma coisa corra mal.

E é por isso que seria bom medir as suas condições.

  1. Meça as suas condições

Faça balanço das suas condições financeiras, pois pode cair na oferta de aceitar crédito além do que consegue pagar tranquilamente, pensando também nas taxas de juros e no CET que sofrerá.

Agora precisa ver qual será o método de pagamento.

 

  1. Pense no método de pagamento

Fique atento ao modo pelo qual o seu credor irá receber o pagamento. Se será por bens ou por pagamento monetário – pelo cartão de credito ou não.

Agora, já que decidiu fazer o empréstimo veja um ponto a considerar.

  1. O tempo de pagamento

Você precisa lembrar daquele tempo de pagamento se vale a pena ou não suportar, saber se até lá estará na mesma empresa ou com os mesmos ganhos.

E por fim algo que parece ridículo mas é a verdade.

  1. Não faça de empréstimos um hábito

Depois de fazer um empréstimo que se deu bem você pode querer “viver de empréstimos”, mas isso só trará a você confusão por isso evite chegar nesse extremo.

Dessa forma deu para ver que essas são as 6 dicas muito simples que você deve ter sempre em mente quando a aflição de empréstimo chega.

Como investir no Tesouro Direto?

Antes de tudo, o Tesouro Direto foi idealizado para que o investidor possa como pessoa física comprar títulos públicos, que por sua vez são outra forma do governo arrecadar dinheiro, além dos tributos, para quitar as dividas que assume com saúde, educação, etc.

Dentre os títulos mais famosos estão o LFT (Letras Financeiras do Tesouro) – Tesouro Selic, o LTN (Letras do Tesouro Nacional) – Tesouro Prefixado, o NTF – F (Notas do Tesouro Nacional série F) – Tesouro prefixado com juros semestrais, o NTN – B (Notas do Tesouro Nacional série B) – Tesouro IPCA + com juros semestrais e por fim, o NTN – B Principal.

A grande dúvida de muitas pessoas, além de em qual título investir, é de como começar este investimento, que de certa maneira é muito simples. Você deve realizar um cadastro no site do Tesouro Direto ou ser correntista em um banco que trabalhe com títulos deste tipo. Ao realizar estas duas ações, principalmente em relação ao banco, é necessário prestar atenção em alguns detalhes, como, por exemplo, o valor das taxas cobradas. Muitas vezes com uma pesquisa no site do Tesouro, é possível achar corretoras que cobram um preço baixíssimo.

Após o cadastro, pense bem no que quer com esse investimento e quando precisará desse dinheiro, pois essas questões definem que tipo de investidor você é e consequentemente qual o melhor título para você.

Quando souber o seu perfil de investimento (Situação em que o site do Tesouro auxilia no esclarecimento) e qual o título mais adequado para você, basta comprá-lo, através do próprio site.

O próprio Tesouro, oferece um recurso para que você reinvista no título de maneira automática, o que facilita a vida de pessoas mais atarefadas. É necessário acompanhar o investimento de tempos em tempos, mas não fique neurótico com a instabilidade de ganhos. Mantenha o plano inicial do seu investimento, e venda o título quando planejou ou quando atingir os ganhos premeditados.

Existem dois riscos principais no Tesouro Direto, o risco de crédito, que é o famoso calote. O risco de isso acontecer é baixíssimo, pois impactaria toda a economia brasileira. E o risco de mercado, já que os títulos oscilam diariamente de acordo com a taxa Selic.

Caso tenha dúvidas ou inseguranças quanto aos investimentos, realize uma simulação antes através de sites da própria internet. Assim, é possível organizar melhor seus investimentos, prospectar e lucrar.

Forbes divulga ranking com os escritores que mais faturaram no último ano

E.L. James – escritora da trilogia Cinquenta Tons de Cinza

A revista Forbes divulgou recentemente a lista com os autores que mais lucraram entre o período de 1º de junho de 2016 e 31 de maio de 2017. No topo do ranking, está a autora da saga Harry Potter, J. K. Rowling, que com seu faturamento de US$ 95 milhões, voltou ao topo da lista após oito anos.

A escritora britânica conseguiu superar o autor americano James Patterson, que está na segunda colocação, com US$ 87 milhões, e havia liderado o ranking da Forbes durante os três anos anteriores.

Imagem relacionada
J. K. Rowling

De acordo com a revista Forbes, a retomada do primeiro lugar da lista por J. K. Rowling é fruto da venda dos ingressos e do roteiro da  peça de teatro “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada”, lançada em meados de 2016, e também do lucro obtido nas bilheterias mundiais pelo filme “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, cujo roteiro foi idealizado e escrito por ela.

O autor James Patterson, por sua vez, tem conseguido manter um alto faturamento anual devido aos vários livros lançados todo ano, uma média superior a dez livros, os quais muitas vezes são escritos em parceria com coautores. Entre os maiores sucessos de Patterson estão as séries de suspense de Michael Bennet e Alex Cross.

O terceiro lugar da lista ficou com Jeff Kinney, que faturou US$ 87 milhões, seguido por um autor bastante conhecido pelos brasileiros, o americano Dan Brown. Famoso pelos seus livros que viraram filme, como O Código Da Vinci e Anjos e Demônios, estrelados no cinema por Tom Hanks, o ator ganhou aproximadamente US$ 20 milhões no período, cifra que pode aumentar ainda mais no próximo ano com o lançamento do livro “Origem”, romance protagonizado pelo personagem Robert Langdon.

A lista ainda inclui, entre os nomes de maior destaque, a escritora da trilogia Cinquenta Tons de Cinza, E. L. James, que ficou na nona posição com um faturamento de US$ 11 milhões. No período, a autora lançou uma nova versão dos livros narrada sob o ponto de vista do protagonista, Christian Grey, o que contribuiu para que seus lucros permanecessem altos.

 

Outlet da JHSF cria promoção especial para o Dia dos Pais

Resultado de imagem para catarina outlet

O Catarina Fashion Outlet, um dos estabelecimentos da incorporadora JHSF, elaborou uma promoção exclusiva em comemoração ao Dia dos Pais. Os clientes que gastarem a partir de R$ 700,00 em compras, irão receber um cupom para concorrer a quatro vale-presentes no valor de R$ 1.600,00 para ser gasto nas lojas do estabelecimento. Para completar, todos os visitantes do outlet estão ganhando gratuitamente um ingresso para a exposição de carros antigos realizada no Box 54, que fica a apenas alguns minutos de carro do local.

Essa promoção irá acontecer entre os dias 1º e 13 de agosto, seguindo o horário de funcionamento do outlet. Para mais informações sobre o estabelecimento e a promoção, os interessados só precisam acessar o site do Catarina Fashion Outlet e solucionar suas dúvidas.

Situado no km 60 da rodovia Castelo Branco, o outlet fica a cerca de 40 minutos de carro de São Paulo, tendo uma estrutura bastante ampla com mais de 100 lojas. Entre os estabelecimentos do shopping estão lojas de moda feminina e masculina, esportivas, de decoração, eletrônicos e uma ampla Praça de Alimentação.

Os descontos oferecidos pelo outlet da JHSF são de 30% a até 70%, sendo possível encontrar marcas de vários estilos, incluindo grifes como Ermenegildo Zegna, Burberry, Michael Kors e Carolina Herrera, como também marcas esportivas como Adidas, Nike e Under Armour, entre outras.

Já em relação a exposição para a qual os visitantes do Catarina Fashion Outlet ganham ingresso, esta foi montada em um imenso galpão de mais de 2.500 metros quadrados. Nele, se encontram 65 carros antigos em exposição, sendo possível destacar grandes ícones das décadas de 50 e 60, como Cadillac, Mustang e Corvette, e ainda um exemplar raríssimo do Ford Modelo T, do ano de 1911.

Os visitantes que forem até o local ainda podem aproveitar para conferir as outras atrações do Box 54, como por exemplo, a Drive 4 Fun, através da qual é possível dirigir veículos clássicos como uma Ferrari F269 e um Porsche 911 ao lado de um instrutor por trajetos que vão de 11 a até 55 km.

Criada nos anos 70, a JHSF começou a investir no ramo da incorporação duas décadas depois, ao identificar que segmento estava se expandindo consideravelmente na época. Essa estratégia adotada foi bem-sucedida pois, nos dias de hoje, a incorporação representa cerca de 90% da receita da empresa. Por fazer isso, a corporação fechou parcerias com empresas de construção terceirizadas para dar prosseguimento aos projetos em que se envolve.

O primeiro passo da empresa após começar a investir na incorporação foi desenvolver projetos de estabelecimentos comerciais. Logo depois, ao ir se aprimorando e ao ganhar mais domínio sobre esse segmento, a JHSF passou a apostar nos projetos de construção de shopping centers e outlets, como o Shopping Metrô Santa Cruz, o Catarina Fashion Outlet e o Shopping Cidade Jardim.

O Shopping Cidade Jardim, por exemplo, foi um importante marco para a JHSF pois fez com que a empresa crescesse muito em um curto período de tempo, a estabelecendo entre as maiores desse mercado no país.

 

Entendendo o conceito de elasticidade

Resultado de imagem para elasticidade economia

Economia é um assunto que muitos julgam complicado, mas a questão é: como podemos viver sem entender conceitos básicos sobre um dos pilares de nossas vidas?

O conceito de elasticidade é muito presente em nosso dia-a-dia, mas muitas vezes nós não conseguimos entender o que ele realmente significa, quando na verdade é uma questão de entendimento muito simples.

A elasticidade é usada para medição da reação de determinados fatores diante de variáveis econômicas. Em outras palavras, usamos a elasticidade para denotar como reage o poder aquisitivo quando acontecem mudanças em algum aspecto da economia.

Falando sobre preços, podemos citar um exemplo bem simples: o sal. Esse exemplo é muito utilizado para explicar esse conceito, pois expressa com perfeição a reação dos consumidores. Acompanhe.

Produto inelástico

Digamos hipoteticamente que o pacote com um quilo de sal custe R$ 5,00. Numa variação, o preço do sal cai para R$0,75. Quantos pacotes de sal você levará para a sua casa diante dessa mudança?

É provável que você se admire da queda de preço, mas isso não te levará a estocar 100 quilos de sal em casa. Ou seja, a demanda pelo sal (pessoas para comprá-lo) não aumenta consideravelmente devido a variação de preço. Nesse caso, diz-se que o produto é inelástico.

Outro exemplo de produto inelástico é o papel higiênico. Mesmo que o preço desça ou suba muito, os consumidores mantêm a média de consumo usual (por conta de condições de estoque, entre outros fatores).

Produto elástico

Mais uma situação hipotética: um quilo de filé mignon custa aproximadamente R$40. Você vai ao mercado e percebe que o preço do quilo de filé mignon está R$10. Qual a probabilidade de você levar 4 quilos para casa, por exemplo? Altíssima, certo? Sendo assim, esse filé mignon é um produto elástico, pois a demanda varia de acordo com o fator preço.

Pense que você logo mandará uma mensagem contando a um amigo ou parente que o filé mignon está saindo por R$10 o quilo. Logo o mercado estará cheio e a carne acabará.

Esse conceito é usado para medir diversos comportamentos de oferta e demanda de acordo com variáveis econômicas diversas, considerando outros aspectos além de preço.

Se você entendeu e gostou desse artigo, leia também sobre fatores da elasticidade.

 

As 6 principais características de investimentos saudáveis

Um investimento sustentável é aquele que traz ao investidor melhor resultado de acordo com as suas capacidades, inclusive os de assumir os tais riscos, respeitando todas as legislações de investimento.

Assim veja as seis principais características de investimentos sustentáveis.

  1. Objetivo estabelecido

Essa é uma caraterística fundamental nos investimentos sustentáveis. Pois, é necessário estabelecer o que se pretende alcançar com esse investimento, seja para lazer ou progresso financeiro.

Mas não termina por aí, segue-se então a próxima caraterística.

  1. Conhecimento de Suas Capacidades

Análise das suas capacidades quer financeiras como a sua disponibilidade principalmente no que diz respeito a idade.

Conhecendo as suas capacidades define-se então o tipo de investimento.

  1. Tipo de Investimento Bem Definido

Este é mais um ponto chave dos investimentos sustentáveis, pois, é necessário definir se vai ser a curto-prazo, médio-prazo ou longo-prazo.

 

A curto-prazo:A médio-prazo:A longo-prazo

  • A curto-prazo: este tipo de investimento geralmente não oferece grande retorno e em alguns casos chega até a não ter nenhum risco.
  • A médio-prazo: Neste tipo de investimento o investidor terá risco médio, mas que em compensação tem bons retornos no fim do tempo determinado.
  • A longo-prazo: Aqui neste tipo de investimento os riscos são bem maiores quanto o seu retorno.

É aconselhável ter investimentos que não ofereçam grande risco e também que não deixem de ter algum risco para bom retorno.

Mas falando em riscos, o próximo tópico trata exclusivamente desta outra caraterística.

  1. Análise e Personalização da Tolerância de Riscos a correr

Os investimentos sustentáveis tem por detrás, este tópico concretizado, ou seja, faz-se a análise de quais riscos correr e como tolera-los.

Assim segue-se esta poderosa ferramenta.

  1. Elaboração de um plano de investimentos

Esta é uma ferramenta que serve como bússola do processo de investir sustentavelmente. Tendo em alguns casos as outras caraterísticas inclusos nele.

Daí segue a última característica.

  1. Definição do retorno

A última caraterística é ter o retorno esperado muito bem definido.

Assim deu para ver que em qualquer investimento que for realizado, para garantir a sua sustentabilidade é importante observar essas 6 caraterísticas muito valiosas.

 

 

Luiz Carlos Trabuco Cappi, do Banco Bradesco, e os prêmios conquistados ao longo da carreira

Luiz Carlos Trabuco Cappi – o atual presidente do Banco Bradesco – já foi o “Empreendedor do Ano nas Finanças”, em 2015, pela ISTOÉ Dinheiro – uma revista brasileira de economia e negócios publicada pela Editora Três. Já recebeu o troféu Personalidade de Seguros do Ano duas vezes – a primeira foi em 2003, quando assumiu o comando como presidente do Grupo Bradesco de Seguros e Previdência, e a segunda, em 2007, por conta dos quatro anos da gestão no comando da seguradora. E também já marcou presença, em 2009, na lista das 100 personalidades mais influentes do Brasil, publicada pela revista Época.

Tudo isso é fruto do bom trabalho desenvolvido por Luiz Carlos Trabuco Cappi e, por consequência, da boa fama conquistada entre os membros do mercado financeiro, principalmente dentro do Bradesco – instituição em que trabalha há 48 anos.

O sucesso, porém, não veio da noite para o dia. Luiz Carlos Trabuco Cappi começou cedo a sua carreira no Banco em que hoje é presidente – ainda quando tinha apenas 18 anos de idade, no ano de 1969. Durante o caminho, ele passou por todos os escalões de hierarquia. O início foi como escriturário, depois vieram as áreas como a da previdência privada e a do marketing. Até que, em 1999, aos 47 anos de idade, o executivo foi promovido a vice-presidente da instituição bancária.

Em 2003, veio o cargo em que Luiz Carlos Trabuco Cappi mais se destacou – a presidência do Grupo Bradesco de Seguros e Previdência, onde o executivo atuou até 2009. Foi quando ele conseguiu o impulso necessário para chegar à presidência da empresa.

Formado em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FLCH–USP) e pós-graduado em Sócio psicologia na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP), Luiz Carlos Trabuco Cappi é o quarto a ocupar a cadeira da presidência do Banco Bradesco.  Ele entrou para substituir Márcio Cypriano – que foi presidente-executivo da empresa durante dez anos, mas teve que deixar a posição por conta do estatuto do banco que não permite presidentes com mais de 65 anos.

O fundador da instituição bancária, Amador Aguiar, e o seu sucessor Lázaro Brandão – responsável pela indicação do atual presidente – foram os dois outros nomes que marcaram presença no mais alto cargo da instituição.

Algumas curiosidades a respeito dos prêmios recebidos pelo executivo

Quando Luiz Carlos Trabuco Cappi ganhou, pela segunda vez, o troféu como Personalidade de Seguros do Ano – lá em 2007 – o prêmio foi entregue pelo Presidente da Camaraseg, Pedro Barbato Filho, representando o Presidente do Sindicato dos Corretores de Seguros no Estado de São Paulo (Sincor-SP), Leoncio de Arruda.

Ainda, as 100 personalidades mais influentes do Brasil, integrantes da lista publicada pela revista Época em 2009, foram escolhidas pela redação da revista, junto com a ajuda de milhares de leitores e de especialistas de diversas áreas. Os membros selecionados foram aqueles que se destacaram pelo poder, pelo talento, pelas realizações ou pelo exemplo moral. O executivo integrou a categoria “Empreendedores & Pioneiros”.

EUA estuda estabelecer sanções ao petróleo da Venezuela

Resultado de imagem para EUA estuda estabelecer sanções ao petróleo da Venezuela

Segundo autoridades norte-americanas, o governo dos Estados Unidos está estudando a possibilidade de impor sanções econômicas ao petróleo da Venezuela, em decorrência da votação da Assembleia Constituinte que ocorreu no dia 30 de julho no país, a qual foi definida como uma “fraude” pelos políticos de Washington.

Essas sanções, que podem ser anunciadas a qualquer momento, não deverão proibir a exportação do petróleo da Venezuela aos Estados Unidos, mas provavelmente irão proibir a venda do petróleo americano ao país, o qual por ser mais leve, é utilizado pelos venezuelanos para misturar com o seu petróleo, que é mais pesado e precisa dessa mistura.

Até o momento, o nível de extensão dessas possíveis sanções ainda está sendo analisado pelo governo dos Estados Unidos, o qual além de proibir a venda do seu petróleo, também pode restringir o acesso do governo venezuelano e da empresa estatal de petróleo do país, a PDVSA, aos bancos norte-americanos.

Porém, também existe a possibilidade dos Estados Unidos não aplicarem essas sanções nesse momento, e aguardarem quais serão os próximos passos da política venezuelana nas semanas seguintes. Caso a situação do país se agrave em direção a medidas ditatoriais e não-democráticas, as sanções econômicas podem ser aplicadas como forma de enfraquecer o governo de Nicolás Maduro.

Segundo fontes do governo norte-americano, o presidente Donald Trump já havia ameaçado adotar ações econômicas rápidas se o governo da Venezuela insistisse na tentativa da Assembleia Constituinte, o que confirma que a intenção dos Estados Unidos nesse momento é analisar a situação antes de definir qual atitude tomar.

Com base no atual cenário venezuelano, o governo dos Estados Unidos está agindo com cautela para evitar que a população do país sofra mais do que o necessário com os efeitos dessas sanções econômicas. Por outro lado, os norte-americanos também estão ponderando os seus próprios interesses econômicos e se estes seriam prejudicados com a adoção dos embargos.

Atualmente, os Estados Unidos são os principais consumidores do petróleo da Venezuela, portanto, qualquer embargo econômico adotado nesse setor poderia causar efeitos imediatos e trágicos para a economia venezuelana, que já se encontra bastante debilitada no momento.