Bradesco – sucessor de Luiz Carlos Trabuco Cappi será anunciado em março de 2018

O Bradesco anunciou que o atual presidente executivo Luiz Carlos Trabuco Cappi deve assumir a presidência do conselho de administração do banco. Dessa forma ele vai acumular dois postos até março do ano que vem, quando será indicado um novo executivo para comandar a instituição, após assembleia geral ordinária de acionistas

A troca se deve a renúncia de Lázaro Brandão, que agora irá presidir o conselho das companhias administradas pelo banco. Segundo o executivo a renovação é importante para preservar a presidência das empresas do grupo. “A necessidade de ter um conselho ativo me trouxe a consciência de que a sucessão e novas disposições para o trabalho que preservamos eram prudentes, afirmou.

Ele ainda disse é preciso haver uma nomeação prudente, para assegurar uma perpetuação de um trabalho de alta qualidade na corporação. “É um fato histórico, temos muito zelo na condução do trabalho”.

Brandão, agora com 91 anos, começou sua carreira como escriturário em 1942 na época que o banco ainda se chamava Casa Bancária Almeida & Cia. Ele foi presidente executivo em 1981, sucedendo o fundador Amador Aguiar. Ficou nove anos a frente do banco, até assumir a presidência do conselho de administração do banco em 1990.

Com a saída, sobra uma vaga no conselho da instituição e há planos para aumentar o número de conselheiros, que atualmente possui 8 vagas. “A necessidade de ter um conselho ativo me trouxe a consciência de que a sucessão por novas disposições para o trabalho que preservamos era prudente”, completou.

Já Luiz Carlos Trabuco Cappi confirmou que o próximo presidente executivo será um membro diretor do banco, que por tradição, opta por um nome da diretoria. Geralmente é um vice-presidente quem assume o posto e não um presidente externo, recrutado no mercado.

De acordo com o banqueiro, seu sucessor ainda não foi escolhido e não há chances de que a escolha seja antecipada. “Será um processo normal, rotineiro, respeitando os talentos para o exercício das funções da organização”, afirmou.

Para Luiz Carlos Trabuco Cappi também não existe um perfil para o novo presidente, porém disse esperar qualidades como “liderança” e “luz própria”.

Sobre o conselho diretor, o atual presidente do segundo maior banco privado do país, lembrou que em todo o mundo há debates sobre a formatação dos conselhos de administração. Ele deu como exemplo os bancos americanos, que comumente escolhem o executivo-chefe para ser também o presidente do conselho. “É um modelo que existe, mas acreditamos em outra realidade”, afirmou.

Luiz Carlos Trabuco Cappi está atualmente com 66 anos. Ele chegou ao banco em 1969 e passou por várias áreas e cargos até chegar à presidência. Foi escriturário, trabalhou na área de comunicação, na Seguros, Previdência privada e foi vice-presidente até ser escolhido presidente executivo em 2009.

Entre seus maiores feitos está a aquisição da filial brasileira do HSBC em 2015. A transação girou em torno dos 5,2 bilhões de dólares na maior negociação do ano e uma das maiores da década. Com a compra, o Bradesco continuou na briga pela liderança no segmento de bancos privados no país.

Luiz Carlos Trabuco Cappi é formado em Filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras na UNESP e é natural de Marília.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *