Parcerias foram fundamentais para a realização do Censo Agro 2017

A partir da parceria de nove instituições, o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, conseguiu concluir a segunda etapa do mês de coleta do Censo Agropecuário 2017. Foram mais de 2 milhões de domicílios recenseados até o dia 30 de novembro deste ano. Ao todo, foram 2,2 milhões de estabelecimentos, o equivalente a 42% do total de estabelecimentos existentes no país.

Para a realização deste projeto foram firmadas várias parcerias entre vários produtores, que permitiu a recepção dos recenseadores entrarem nas propriedades, estabelecimentos e obter respostas fidedignas sobre o questionário. Como uma forma de recompensa, o IBGE produziu tabulações voltadas para estes estabelecimentos, apontando as necessidades para cada um desses estabelecimentos mediante a cada setor visitado.

“Essas parcerias nunca foram firmadas para o Censo Agro, então tem um ineditismo ai. Outra coisa de vanguarda foi a previsão da produção de tabulações especiais como contrapartida. Fora isso, são representações de nível nacional, representantes legítimas do setor. Através destas entidades, estamos conversando com milhares de pessoas”, explica David Montero, assessor da Coordenação de Operação de Censos.

Dentre as parcerias firmadas para a realização do Censo, a OCB – Organização das Cooperativas Brasileiras, também fez parte incentivando todas as cooperativas de produtores rurais em que são parceiras.

“Funcionando como um segmento representativo na agropecuária do país, e com a capacidade de reunir cerca de 1 milhão de produtores rurais em mais de 1,5 mil cooperativas, é extremamente fundamental que o cooperativismo tenha parcerias para elaboração de novas políticas públicas voltadas para às necessidades do setor. O Censo Agropecuário funciona perfeitamente nesse sentido. Com ele, é possível adquirirmos mais que um retrato da agropecuária nacional. Teremos a base para o desenho de um plano de ação que contribua para o fortalecimento do cooperativismo agropecuário e consequentemente para o desenvolvimento do setor produtivo do país”, explica Marcio Lopes de Freitas, presidente do Sistema OCB.

Ao todo foram nove parcerias entre diferentes grupos, ligados a agropecuária e o IBGE, contando com a Contag, IPA e OCB. As outras parcerias firmadas foram: a Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários – ANDAV; Associação Brasileira do Agronegócio – ABAG; Associação Brasileira da Indústria de Trigo – Abitrigo; Associação Brasileira de Proteína Animal – ABPA; Confederação da Agricultura e da Pecuária do Brasil – CNA; Frente Nacional de Prefeitos – FNP.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *