Famílias gastaram mais com saúde pessoal que o governo em 2015

O IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, revelou no dia 20 de dezembro de 2017 que as famílias brasileiras gastaram 36% a mais em cuidados com a saúde pessoal do que o próprio governo do país.

Segundo o IBGE, os gastos com serviços de saúde realizados por famílias e instituições sem fins lucrativos em 2015 chegou a R$ 1.538,79 por pessoa. O número é 36% maior que o total gasto pelo governo em 2015, que chegou a R$ 1.131,94 per capita. Os dados foram obtidos através da Conta Satélite de Saúde 2010-2015 e divulgados pelo IBGE.

Segundo a pesquisa, somente em 2015 os gastos relacionados a saúde somaram em 9,1% do total do PIB do país. Desse total, 5,1% foi arrecadado pelas próprias famílias, 3,9% foram gastos pelo governo e o 0,1% restante foi gasto pelas instituições que operam no país sem fins lucrativos para auxiliar famílias carentes.

A pesquisa informou que o principal gasto das famílias no ano de 2015 foi com serviços privados de saúde, dentre eles os próprios planos de saúde. Os dados da pesquisa indicaram que os gastos com planos de saúde em 2015 chegou a R$ 204,4 bilhões, que somou 3,4% de todo o PIB daquele ano. No caso dos medicamentos, os gastos das famílias chegou a R$ 92,5 bilhões, uma contribuição de 1,5% para o PIB de 2015.

Já no caso do governo, o principal gasto gerado em 2015 foi com a saúde pública, que chegou a um total de R$ 184,2 bilhões, totalizando 3,1% do PIB. No setor privado, o governo gastou R$ 36,2 bilhões, ou ainda 0,6% do PIB de 2015. Para os medicamentos, o gasto do governo chegou a R$ 10,9 bilhões somente com distribuição gratuita, alcançando um percentual de 0,2% do PIB daquele ano.

O gerente de bens e serviços Ricardo Moraes da Coordenação de Contas Nacionais que corresponde ao IBGE, disse sobre os novos dados: “Se considerarmos somente os serviços voltados para a saúde, ou seja, as internações, os atendimentos e os exames médicos, o gasto tanto das famílias quanto do governo é bem próximo”.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *