Pesquisa comprova a relevância do turismo gastrônomico mundo afora

São vários os fatores que podem contribuir diretamente na escolha de um destino para viajar, como as paisagens naturais, a cultura local, as notícias divulgadas sobre um determinado lugar ou ainda estilo de vida de uma cidade. Porém, para uma grande parcela dos brasileiros, a gastronomia tem se destacado como o fator mais importante.

De acordo com uma pesquisa feita pelo Booking, uma das maiores agência online de viagens do mundo, sete a cada dez brasileiros estão decidindo para qual destino de férias viajar em função da comidas e bebidas do local. Para chegar a essa e outras conclusões, a pesquisa fez uma análise com cerca de cinquenta mil turistas de diversos países.

Além disso, esse levantamento demonstrou que os viajantes de outros países também apresentam um comportamento semelhante. No México, por exemplo, 84% das pessoas afirmaram que priorizam as opções gastronômicas ao escolher para onde viajar, enquanto na Colômbia, o índice foi de 82%.

Entre os países latinos, a Argentina foi o único local a apresentar índices inferiores a 50%. Segundo a pesquisa, 49% dos viajantes argentinos disseram que priorizam a gastronomia ao tomar essa decisão. Por outro lado, o país estudado que demonstrou a menor influência nesse sentido foi a Suécia, onde somente 30% dos viajantes afirmaram que se importam com esse quesito.

 Turismo gastronômico: uma tendência em ascensão

Quando questionados se desejam realizar uma viagem ainda esse ano com o foco 100% no turismo gastronômico, 40% dos viajantes do Brasil responderam que sim, o que coloca o país a frente da média global, a qual foi de cerca de 34%.

Esses dados demonstram que o turismo gastronômico está ganhando força mundo afora e se tornando uma das modalidades de turismo mais relevantes da atualidade, uma boa notícia para aqueles que trabalham de forma direta ou indireta na indústria alimentícia.

Por fim, a pesquisa também realizou uma breve análise sobre a disposição dos viajantes do Brasil em provar iguarias realmente típicas e tradicionais dos destinos de suas viagens. O resultado foi de que 45% desses turistas com foco no turismo gastronômico possuem interesse de degustar pratos específicos da região que visitam.

Programa Brasileiro de Avaliação da Conformidade

O Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade (SBAC) é um subsistema do SINMETRO, onde as atividades de metrologia científica e jurídica, avaliação da conformidade, acreditação de organizações e laboratórios, e padronização são abordadas de forma integrada. O INMETRO é a entidade executiva central do SINMETRO, o gestor de programas de avaliação de conformidade, bem como a entidade oficial de acreditação brasileira.

O Comitê Brasileiro de Avaliação da Conformidade jurídico (CBAC) é responsável por assessorar o CONMETRO na estruturação de um sistema de avaliação de conformidade que esteja alinhado internacionalmente com a proposição de princípios e políticas a serem adotados no âmbito do SBAC

O Programa Brasileiro de Avaliação da Conformidade (PBAC), no âmbito do SINMETRO , tem o objetivo de desenvolver uma visão de longo prazo, enquanto gerencia estrategicamente as atividades de avaliação da conformidade no Brasil. O INMETRO, órgão gestor da SBAC, orienta o esforço brasileiro na formulação do PBAC. A implementação do PBAC visa contribuir para o desenvolvimento, através da produção e comercialização de bens e serviços que atendam às necessidades dos consumidores.

Mais informações sobre o programa.

O Programa Brasileiro de Avaliação do Ciclo de Vida estabelece diretrizes no âmbito do SINMETRO para dar continuidade e sustentabilidade às atividades de avaliação do ciclo de vida (ACV) no Brasil, a fim de apoiar o desenvolvimento sustentável e a competitividade ambiental da produção industrial brasileira e promover o acesso aos mercados interno e externo.

Mais informações sobre o programa.

Os Requisitos Gerais para Certificação de Produto destinam-se a estabelecer recursos padrão comuns para todos os programas de avaliação de conformidade do INMETRO que adotam o mecanismo de certificação de produto. As características distintivas de cada um dos programas de avaliação da conformidade são expressas nos requisitos de avaliação da conformidade, preparados para cada produto a ser certificado, que detalham mais detalhadamente suas especificidades.

O texto integral da directiva ministerial.

O Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE) é coordenado pelo INMETRO e fornece informações sobre o desempenho do produto, considerando atributos como eficiência energética, ruído e outros critérios que podem influenciar a escolha do consumidor que, assim, possam tomar melhores decisões de compra. Também impulsiona a competitividade da indústria, que cada vez mais fará produtos mais eficientes.

Em nova estimativa, IBGE prevê redução de 6,2% na safra de cereais de 2018

Em uma nova estimativa, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) revelou que a safra de cereais que será produzida pelo país neste ano poderá ser menor que a produzida em 2017. De acordo com o IBGE, neste ano é esperado uma safra de 225,8 milhões de toneladas, o que é 6,2% menor do que foi produzido no ano passado, quando o setor obteve um total de 240,6 milhões de toneladas de cereais. Esta é a oitava estimativa lançada pelo instituto em 2018 para melhor conhecimento sobre a economia do país.

As notícias divulgadas pelo IBGE destacaram ainda que o total de área a ser colhida para esta safra foi calculada em um total de 61 milhões de hectares. Em comparação com o ano passado, esse total indica uma redução significativa de 159,8 mil hectares. Já a última em comparação com a última estimativa lançada pelo IBGE, a produção esperada para 2018 teve uma redução de 0,4%, o que significa um total de 1 milhão de toneladas.

Essa redução na estimativa ocorreu principalmente por causa da segunda safra de milho, que também teve sua projeção reduzida em um total de 1,8 milhão de toneladas, ou seja, 3,2% de redução em comparação com a estimativa anterior. De acordo com o órgão, o plantio da segunda safra de milho deste ano ocorreu com atraso na maioria dos estados do país em decorrência da colheita tardia, além da incidência de fortes chuvas que dificultou o trânsito de máquinas agrícolas durante esse período.

A segunda safra de milho corresponde a um total de 68% da produção nacional de cereais, o que é mais da metade dos cereais produzidos durante o período. Em comparação com o ano passado, essa participação da safra de milho no total de cereais produzidos no país recuou 19,6%. Já em relação a produção total do milho, a estimativa mostra um recuo de 18,6% em comparação com 2017. No entanto, é importante considerar que no ano passado a safra de milho atingiu o recorde de 81 milhões de toneladas. Por isso, era esperado que a segunda safra de milho deste ano fosse menor.

Roberto Santiago Empresário Brasileiro Inteligente com Visão Futurista

Roberto Santiago é um empresário brasileiro respeitado e proeminente. Ele é conhecido como o dono do maior shopping center do estado da Paraíba. Seu shopping foi classificado como um dos maiores shoppings do país. O Sr. Santiago tem 58 anos de idade e cumpriu o sonho de montar um negócio incrivelmente bem-sucedido que cuidará de muitas gerações no futuro. Seu trabalho duro tem muitas recompensas.

A carreira do Sr. Santiago começou quando ele era escritor. Seu conhecimento sobre o seu país é bastante amplo e ele usou isso para começar um blog. Os artigos que ele escreveu eram cativantes e ele ganhou uma reputação por suas idéias e conhecimento. Ele também tem habilidades acima da média em produção e direção. O Sr. Roberto Santiago é um empresário de sucesso, embora sua maior realização seja o Manaira Shopping Center.

O Shopping Roberto Santiago Manaíra foi inaugurado em 1989. Foi construído no estado da Paraíba, Brasil. Devido à localização no centro de João Pessoa, é de fácil acesso para a maioria dos moradores da cidade. O shopping tem tudo o que qualquer um poderia querer em relação a arte, roupas, mercadorias em geral, comida e entretenimento.

Roberto Santiago estabeleceu-se como um líder de negócios , empresário e um magnata imobiliário no Brasil. Atualmente é proprietário e administrador de dois dos maiores shoppings do Brasil, o Mangabeira Shopping e o Manaira Shopping. O Shopping Manaira foi desenvolvido após o Shopping Mangabeira e é muito maior em tamanho e características. O Shopping está localizado na cidade de João Pessoa, onde Roberto Santiago nasceu. Ele era ativo no negócio de fabricação e embalagem antes de mudar seu foco para imóveis e construção. O sucesso do primeiro shopping que ele desenvolveu o interessou no setor imobiliário, e foi esse sucesso que ele continuou com o desenvolvimento do Manaira Shopping que foi aberto ao público no ano de 1986.

Após o lançamento do Manaira Shopping, continuou passando por muitas mudanças ao longo dos anos. Roberto Santiago só queria o melhor para o shopping e queria ter certeza de que há compromissos na construção do shopping e que tem algumas das melhores instalações e recursos que o povo do Brasil já viu. É o maior shopping da região Nordeste do Brasil e entre os dez principais shoppings do país. No estado da Paraíba, o Manaira Shopping é o maior. O povo de João Pessoa encontrou um novo destino para aproveitar e relaxar no Manaira Shopping, pois tem muitas atividades de entretenimento para entrar, desde salão de jogos a zona infantil e de bares e restaurantes a cinemas. Existem também algumas das mais renomadas marcas de moda internacionais que têm suas principais lojas na cidade no shopping.

Assim, o povo de João Pessoa não precisa ir ao exterior ou esperar para ir à capital para aproveitar a experiência de compras de luxo e premium. Pode ser alcançado em sua própria cidade no Shopping Manaíra. O cinema do shopping está entre as melhores atrações do shopping, e três das oito telas do shopping têm a mais recente tecnologia 3D que garante a ação e os filmes carregados em 3D podem ser vistos com uma experiência 3D imersiva. Os espectadores também podem desfrutar de uma ampla variedade de lanches e bebidas a preços acessíveis que ajudam a melhorar a experiência de assistir filmes.

Roberto Santiago está continuamente planejando trazer algo novo para o shopping para garantir que sempre tenha algo novo e refrescante para as pessoas da cidade de João Pessoa. O Domus Hall, uma grande sala de conferências, no terraço do shopping, realiza frequentemente eventos, concertos e seminários. O entretenimento está no seu melhor neste enorme salão capaz de acomodar 8.000 pessoas.

Empreendedorismo no cenário atual?

Você tem um plano e quer começar seus próprios negócios. Você quer se desafiar em vez de trabalhar para o seu chefe. Então você está no empreendedorismo. É apostar onde você ganhará se tiver a carta certa em sua mão. Provavelmente você conhece Bill Gates para a Microsoft, Steve Jobs para Macs, iPhones e Mark Zuckerberg para o Facebook. Agora a questão é que alguém pode ser os portões de Bill ou Mark Zuckerberg? Não, isso requer algumas habilidades básicas. Assumindo que um empreendedor tenha o conhecimento necessário para iniciar seu próprio empreendimento, a primeira e mais importante qualidade necessária é a tolerância para assumir riscos. As consequências podem ser positivas e também negativas. Quando o próprio dinheiro ou outro envolvido, o risco estará sempre lá, iniciando um negócio com a sua inovação. O empreendedorismo também requer criatividade no pensamento. Ou o trabalho está sendo feito de forma diferente ou há algo muito novo para oferecer à massa para mudar a maneira como eles vivem. O objetivo é promover a maneira totalmente nova de gerenciar melhor a vida. Há outra habilidade que um empreendedor deve ter e que é tomar a iniciativa de liderar. Ele age antes de ser dito ou empurrado. Ele dirige a si mesmo. Ele conhece seus sonhos e é o único que vai realizar esses sonhos. E por último, mas não menos importante, o empreendedorismo está diretamente relacionado à independência para levar o sonho ao pico sozinho. Não haverá ninguém para backup. Como dito por Peter Drucker, é prática, baseada em conhecimento. O processo de empreendedorismo flui como abaixo. Há outra habilidade que um empreendedor deve ter e que é tomar a iniciativa de liderar. Ele age antes de ser dito ou empurrado. Ele dirige a si mesmo. Ele conhece seus sonhos e é o único que vai realizar esses sonhos. E por último, mas não menos importante, o empreendedorismo está diretamente relacionado à independência para levar o sonho ao pico sozinho. Não haverá ninguém para backup. Como dito por Peter Drucker, é prática, baseada em conhecimento. O processo de empreendedorismo flui como abaixo. Há outra habilidade que um empreendedor deve ter e que é tomar a iniciativa de liderar. Ele age antes de ser dito ou empurrado.

Correios passam a cobrar taxa de R$ 15 por encomendas internacionais

Os Correios de todo o país anunciaram no dia 27 de agosto de 2018 que irão cobrar uma tarifa de R$ 15,00 para todos os pacotes que vierem do exterior. A estatal justifica a cobrança desta tarifa dizendo que essa é uma taxa de despacho postal. Os Correios também explicam sobre a taxa cobrada como algo que já vinha sendo feito para encomendas internacionais tributadas pela Receita Federal.

Mas, devido ao aumento das importações, a estatal precisou padronizar esta taxa para todas as encomendas deste tipo e conseguir manter a qualidade do serviço. A empresa enfatiza que a cobrança do despacho postal não pode ser confundida com frete ou tributo cobrado. O valor da taxa do despacho será para assegurar que os processos no serviço de envio e recebimento de pacotes serão realizados, como inspeção em Raios X, verificação de inconformidades, recebimento e envio do pacote com segurança internacional.

Essa taxa vem a calhar principalmente quando se trata de pacotes perigosos e com exigências específicas, o que torna o despacho postal mais encarecedor. A taxa de R$ 15,00 também leva em consideração o repasse e o recolhimento de impostos cobrados pela Receita Federa quando necessário. Além disso, o importador poderá requisitar informações sobre o pacote através da internet com mais facilidade.

Os Correios explicaram que em relação ao valor definido, a taxa de R$ 15,00 é menor quando comparada com a média das taxas cobradas por empresas que prestam o mesmo serviço que a estatal. “As empresas especializadas no envio e recebimento de encomendas cobram taxas bem acima do que o valor que estamos cobrando. É importante lembrarmos que as notícias sobre os Correios nos últimos dois anos não têm sido boas, com escandalos e demissões em massa de funcionários. A estatal ainda está passando por dificuldades financeiras e com a sua economia abalada, devendo buscar medidas como essa para continuar existindo”, diz a estatal.

Para ter acesso a uma encomenda do exterior, basta acessar a página de rastreamento dos Correios e inserir os dados do cartão de crédito ou para pagamentos através do boleto bancário e efetuar o pagamento do serviço.

Vendas do mercado imobiliário aumentam 17,3% no segundo trimestre.

A pesquisa da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), divulgada neste mês de agosto, apontou um crescimento significativo na venda de imóveis no segundo trimestre de 2018. Segundo os dados do estudo, o setor mostrou um rendimento 32,1% superior ao mesmo trimestre de 2017. Em relação ao primeiro trimestre deste ano, a alta no setor foi de 17,3%. A boa notícia para a economia levou em consideração 21 grandes cidades brasileiras, bem como suas respectivas regiões metropolitanas.

Dentre as regiões analisadas pela pesquisa, o Norte foi quem mais se destacou, com uma alta de 40,7% na venda de imóveis. Em seguida, aparece o Nordeste, com 34,7% de aumento, o Sudeste, com 16,4% e o Centro-Oeste, com 6,7% de crescimento no período. A única região nacional que mostrou uma retração nas vendas foi o Sul, com queda de 1,1% no trimestre.

Como bem ressaltado pela CBIC, o número de lançamentos de novos imóveis aumentou 119,7% no segundo trimestre, em comparação com os resultados do trimestre anterior. Já no que diz respeito ao mesmo período de 2017, a alta verificada nas vendas de imóveis foi de 19,9%.

A região nacional que mais se destacou no lançamento de novos empreendimentos habitacionais foi o Centro-Sul, que registrou 697,7% de alta no trimestre. O Sul, apesar da queda registrada nas vendas, aparece em segundo lugar, com crescimento de 234,1% nos lançamentos. O Sudeste apareceu em terceiro na pesquisa, com 144% de elevação, seguido da Região Nordeste, que registrou uma retração de 4,7% no quesito. A Região Norte, por sua vez, não mostrou variação significativa nos lançamentos de imóveis.

Outro fator de impacto positivo no ramo imobiliário foi a significativa queda nos estoques, tendência que vem se mantendo nos últimos três anos. No mês de dezembro de 2016, o estoque verificado era de 21 meses. Em 2017, foi registrado um recuou para 17 meses. Por fim, em 2018, a estimativa apontou um estoque imobiliário de apenas 12 meses.

Segundo Celso Petrucci, presidente da CBIC, os estoques estão equilibrados, sem falta de demanda ou de produto. Para ele, o problema atual é a falta de confiança do setor empresarial e a falta de crédito disponível para um aquecimento ainda maior do mercado imobiliário.